An error has occurred

Porto Maravilha – Praça Mauá | Ipanema Beach Hostel

Porto Maravilha – Praça Mauá

O Porto Maravilha foi concebido para a recuperação da infraestrutura urbana, dos transportes, do meio ambiente e dos patrimônios histórico e cultural da Região Portuária do Rio de Janeiro.

Depois de anos de obras, a Cidade Maravilhosa ganhou um centro histórico fantástico com inúmeras atrações. Aos finais de semana, a Praça Mauá está sempre animada. Muitas famílias, crianças e turistas passeiam por ali. Tem alguns food trucks permanentes e ótimos artistas de rua, além das atrações locais.

Confira os pontos turísticos que vocês não podem deixar de conhecer:

 

AQUARIO

O AquaRio (diga: Aqua-rrrio) tem 26 mil m² de área construída, 3 mil criaturas e 4,5 milhões de litros de água que fazem dele o maior aquário da América do Sul. Estão em exibição 350 espécies exclusivamente marinhas, nativas do Brasil e de outras partes do mundo, que você vê percorrendo um circuito de 28 tanques, incluindo um tanque gigante, que você atravessa por um túnel de acrílico por baixo de tubarões e arraias

Reserve ao menos 90 minutos para completar o circuito. Compre ingressos online (nas férias, costumam esgotar já na véspera). Visitando nos primeiros horários da manhã, pode ser que você encontre os corredores menos congestionados

  • SERVIÇO:  Praça Muhammad Ali, Orla Prefeito Luiz Paulo Conde, Gamboa | Aberto diariamente, das 10h às 18h (última entrada: 17h). Ingressos: compre online, com hora marcada, para não perder a viagem | Adultos não-estudantes de 18 a 59 anos: R$ 80 (R$ 60 para naturais ou residentes do estado do Rio de Janeiro) | Crianças e adolescentes de 3 a 17 anos, estudantes de 18 a 24 anos, e maiores de 60 anos: R$ 40 | Crianças até 2 anos: grátis | Passaporte anual, com visitas ilimitadas: R$360 para até 2 adultos e 2 crianças; R$ 180 para 1 adulto | Estacionamento pago e bicicletário no local | VLT: estação Utopia AquaRio

 

Mural do grafiteiro kobra no Porto Maravilha - Etnias

MURAL ETINIAS

A maior atração permanente da Praça Mauá é o mural Etnias, de Eduardo Kobra. Criado para as Olimpíadas, faz uma homenagem aos primeiros habitantes de cada um dos continentes. Entrou para o Guiness Book como maior painel de street art do mundo. De manhã o mural fica a favor do sol; à tarde, contra a luz (mas em dias nublados, evidentemente, não há diferença).

O elegante prédio branco na ponta do píer, junto à Praça Mauá, era originalmente o Touring Club. Depois de anos servindo à área administrativa do Píer Mauá, virou um centrinho cultural-gastronômico desde a Olimpíada. Há food trucks nas redondezas.

 

 

MUSEU DO AMANHÃ

Ponto focal do novo Centro do Rio, o Museu do Amanhã não tem acervo: tem conteúdo. Projetado pelo arquiteto valenciano Santiago Calatrava, o Museu do Amanhã funciona como um monumento. É o ponto focal da nova Praça Mauá, que passou décadas escondida atrás do viaduto da Perimetral, demolido em abril de 2014. Custou 300 milhões de reais, bancados pela Prefeitura do Rio (por meio da venda de permissões de construção) em parceria com a Fundação Roberto Marinho e patrocínio-master do Banco Santander.

Vá com tempo — digamos, pelo menos duas horas. Numa visita rápida só vai dar tempo de se impressionar com os efeitos especiais (que são inúmeros, e muito bons). Compre o ingresso com hora marcada pela internet (mesmo os ingressos gratuitos devem ser solicitados na bilheteria online).

  • SERVIÇO   Píer Mauá | Abre de 3ª a domingo das 10h às 18h (última entrada: 17h) | Compre online (o número de ingressos disponíveis na bilheteria é reduzido) | Inteira: R$ 20 (de 22 a 59 anos) | Meia: R$ 10 (visitantes de 6 a 21 anos, estudantes de escolas particulares, estudantes universitários, cariocas, moradores do Rio de Janeiro, pessoas com deficiência, servidores públicos do Rio de Janeiro, clientes Santander) | Grátis: crianças até 5 anos, maiores de 60 anos, estudantes da rede pública no Rio de Janeiro, professores da rede pública e de universidades no Rio de Janeiro, guias de turismo | Grátis para todos: 3ª feira | Atenção: ingressos gratuitos também precisam ser solicitados online | Bilhete Único dos Museus (dá direito também ao M.A.R.): R$ 32 (inteira), R$ 16 (meia) | VLT: Parada dos Museus - http://museudoamanha.org.br/

 

 

 

M.A.R> museu de arte do rio

M.A.R. – Museu de Arte do Rio

Inaugurado em 2013, a instituição está abrigada em um prédio que une o Palacete Dom João VI, uma construção tombada de 1919, e um edifício de estilo modernista construído a partir de um terminal rodoviário de 1950. A arquitetura rendeu ao M.A.R. prêmios mundo agora.

No térreo do museu há uma lojinha,  a Novo Desenho, e encontrei alguns souvenir bem legais de paisagens do Rio.

O museu oferece visitas educativas gratuitas que começam lá mesmo, passam pela Pedra do Sal e pelo Cais do Valongo. Elas acontecem às terças às 10h30, 12h30, 14h30 e 15h30 e aos sábados às 10h30, 12h30 e 14h. As inscrições são feitas no próprio MAR 30 minutos antes das visitas. Para não perder novos eventos e exposições, curta a fanpage do museu.

Na cobertura funciona um restaurante, o Mauá. O espaço tem uma uma vista bem legal para a Praça com o Museu do Amanhã e a Baía com a Ponte Rio-Niterói ao fundo.

  • SERVIÇO:  Praça Mauá, 5 | Tel. 21/3031-2741 | 3ª a domingo das 10h às 17h | Inteira: R$ 20 (de 22 a 59 anos) | Meia: R$ 10 (visitantes de 6 a 21 anos, estudantes de escolas particulares, estudantes universitários, cariocas, moradores da cidade do Rio de Janeiro, pessoas com deficiência, servidores públicos do Rio de Janeiro, clientes Santander) | Grátis: crianças até 5 anos, maiores de 60 anos, estudantes da rede pública no Rio de Janeiro, professores da rede pública e de universidades no Rio de Janeiro, guias de turismo | Grátis para todos: 3ª feira | Bilhete Único dos Museus (dá direito também ao M.A.R.): R$ 32 (inteira), R$ 16 (meia) | Ingressos online aqui | VLT: Parada dos Museus

 

 

Orla Conde Porto Maravilha

ORLA CONDE

Tecnicamente, a Orla Conde começa à direita (de quem olha para o mar) do Museu do Amanhã. O passeio à beira-mar no Centro só foi possível porque a Marinha cedeu uma área que fazia parte do seu Primeiro Distrito. Por ali foi construído um bonito deck.

É possível atravessar para a Ilha das Cobras, que abriga prédios administrativos da Marinha que não são visitáveis — mas tanto da ponte quanto da ilha você tira boas fotos.

Dali vale a caminhada em direção à Ilha Fiscal e CCBB para visitá-los também. A Ilha Fiscal tem visita de quinta a domingo. 

 

 

 

Confira um mapa geral dos pontos de interesse no Centro do Rio:

 

mapa centro do rio de janeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat