RESERVAR

10 coisas para fazer na Zona Sul do Rio de Janeiro

A Zona Sul do Rio de Janeiro abrange os bairros de Ipanema, Botafogo, Catete‎, Copacabana, Lagoa, Flamengo, Gávea, Glória, Humaitá, Jardim Botânico, Laranjeiras, Leme, Urca‎, Vidigal‎, Cosme Velho, São Conrado, Rocinha e Leblon. Aqui são os melhores pontos turísticos para você conhecer na região:

1 Praia de Ipanema e Leblon

Localizada na zona sul do Rio de Janeiro, a Praia de Ipanema é considerada uma das orlas mais famosas no Brasil. Com mar paradisíaco, muitas belezas naturais e gente bonita, é onde fica localizado o melhor hostel do Rio, o Ipanema Beach Hostel entre o posto 10 e 11, uma quadra da praia.

O que Fazer em Ipanema - Principais Atrações e Dicas – Turista FullTime

A praia do Leblon é uma continuação da praia de Ipanema e por isso tem características parecidas, com muitas pessoas praticando esportes com vôlei e futvolei na praia. Região bohemia do Rio, oferece muitos bares no bairro.  No canto da praia encontra-se o Mirante do Leblon, lugar ótimo para ver a praia do alto tendo uma vista ampla da Praia do Leblon e Ipanema mais ao longe.

2 Parque Lage

O Parque Lage é um ícone do Rio de Janeiro. Aos pés do Morro do Corcovado, o Parque Lage encanta com seus 52 hectares de puro verde, programas culturais e arte. Além disso o palacete abriga a Escola de Artes Visuais e um café da manhã maravilhoso!

3 Jardim Botânico do Rio de Janeiro

O Jardim Botânico do Rio de Janeiro é considerado um dos mais ricos e importantes do mundo. Com área total de 137 hectares, sendo 54 de área cultivada, o Jardim Botânico abriga coleções raras de bromélias e orquídeas, além de árvores centenárias e plantas exóticas.

Jardim Botânico do Rio de Janeiro: Como Chegar, Atrativos e Dicas!

Horários:

  • Segundas-feiras: das 12h às 18h
  • De terça a domingo: das 8h às 18h
  • Ingresso:
  • Inteira: R$ 15,00
  • Meia entrada: R$ 7,50

4 Morro dos Dois Irmãos

A trilha começa no topo do Morro do Vidigal. Para chegar lá, chame um uber até o início do Morro, pegue um moto taxi, que custa 5 reais e ele te deixará no topo onde inicia a trilha. São aproximadamente 30 a 40 minutos para subir, depende do seu ritmo.

São 1,5km de percurso de trechos íngremes e outros nem tanto. A trilha é considerada relativamente fácil e, ao chegar ao cume, é possível avistar toda a Zona Sul carioca.

5 Lagoa Rodrigo de Freitas

A Lagoa Rodrigo de Freitas ou apenas “Lagoa”, como os cariocas dizem, é um dos lugares preferidos de quem vive no Rio para correr, caminhar, andar de bicicleta, fazer picnic, yoga ou simplesmente descansar. Perfeito para alugar bicicletas, pedalinhos ou quadriciclos. Todos os anos, a Lagoa ganha uma árvore de Natal iluminada que já se tornou tradição na cidade.

Lagoa Rodrigo de Freitas: quem deu o nome a Lagoa?

6 Pão de Açúcar

Inaugurado em 1912, o Bondinho do Pão de Açúcar foi o primeiro teleférico do Brasil e terceiro no mundo, ligando o Morro da Urca ao Morro do Pão de Açúcar. La do alto, você pode avistar a enseada de Botafogo, a orla de Copacabana e a entrada da Baía de Guanabara. Um dos cartões-postais mais belos do Rio de Janeiro oferece vista deslumbrante de toda a cidade.

7 Cristo Redentor

Localizada no topo do morro do Corcovado, a 709 metros acima do nível do mar, no Parque Nacional da Tijuca, com vista para a maior parte da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Em 2007 foi eleito informalmente como uma das sete maravilhas do mundo moderno. Todos os anos, mais de 600 mil pessoas são levadas ao Cristo Redentor pela centenária Estrada de Ferro do Corcovado, o passeio turístico mais antigo do país.

Dicas de visitação ao Cristo Redentor - RIOCOPTER

8 Pedra Bonita

A Pedra Bonita é vizinha da Pedra da Gávea, outro cartão postal do Rio de Janeiro, mas com acesso mais difícil e caminhada em torno de 4 horas. Assim como a Pedra da Gávea, a Pedra Bonita é uma das inúmeras áreas de lazer do Parque Nacional da Tijuca, considerada a maior floresta urbana do mundo replantada pelo homem.

É na Pedra Bonita que está a Rampa do Voo Livre, ponto de encontro dos amantes dos voo de parapente e asa delta no Rio de Janeiro. Aliás, é lá que você encontra instrutores se quiser fazer um vôo livre, tem coragem?

9 Pedra da Gávea

Os 842m de altura da Pedra dão uma visão belíssima de toda a orla carioca, entre a Zona Sul e a Zona Oeste, e permite observar as montanhas da Floresta da Tijuca. O trecho mais difícil é conhecido como Carrasqueira, um paredão de 30m de altura, quase reto, que requer o uso de equipamentos de segurança. Mas todo o suor e esforço tem uma recompensa: sem dúvida alguma, uma das vistas mais fantásticas e arrebatadoras da cidade do Rio. Chega a ser indescritível!

Vídeo de turista na Pedra da Gávea tem mais de 10 milhões de visualizações  e repercute na imprensa internacional - Rio - Extra Online

10 Copacabana

Praia de Copacabana – Talvez a praia mais conhecida e frequentada do Brasil no mundo.  Praia que se localiza na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, onde tem uma grande diversidade de pessoas do Brasil e do mundo inteiro.  Em sua orla existe um belíssimo calçadão com quiosques.  A parte da areia da praia é bem larga e é uma praia iluminada a noite. Lá acontece o maior evento do Reveillon da cidade, onde temos a mais bela queima de fogos, talvez do mundo.

Copacabana: 10 motivos para amar esse bairro do Rio de Janeiro

E ai, qual lugar você considera indispensável para conhecer na Zona Sul do Rio de Janeiro? Me conta!

WhatsApp chat